O Sport Lisboa e Benfica, desde a sua fundação em 1904, produziu e reuniu um vasto acervo patrimonial proveniente, maioritariamente, das múltiplas competições disputadas pelas diversas modalidades praticadas no Clube, por ofertas de outros clubes e instituições e por doações de sócios, antigos atletas e dirigentes.

Reconhecendo que a preservação do seu acervo cultural representa um ato de proteção e definição de identidade do Clube, constituiu-se a Direção de Património Cultural, que tem por missão preservar, valorizar e difundir esse património através da sua conservação, investigação, interpretação e comunicação, bem como de outras ações de cariz pedagógico e cultural.

O Museu Benfica – Cosme Damião é, por excelência, a ferramenta de comunicação do acervo cultural do Clube, a face visível do projeto. Mas a plena realização da missão e objetivos da Direção de Património Cultural só é possível graças à atuação das cinco áreas que a compõem: departamento de Reserva, Conservação e Restauro, Centro de Documentação e Informação, Curadoria, Produção e Serviço de Mediação e Educação.